Admiradores não, discípulos sim!

Na nossa vida existem muitas pessoas que marcam não é verdade? Desde parentes e amigos, aquele vizinho, aquele amigo de infância, enfim… Se fôssemos intitular todos, daria um texto por sí só. Apesar de todas elas, sempre temos alguém que pedimos conselhos e orientações para decisões em nossas vidas, chamado amigo confidente para alguns. Hoje vamos tratar esse assunto pelo lado espiritual e para começar eu te faço um pergunta: Você tem um líder ou um guru?

Existe uma grande diferença entre eles, não acredita? Então analise comigo… Um líder é um referêncial em sua vida, ele é aquele que te dá conselhos, te orienta. Com sua experiência te dá dicas de como vencer situações, te motiva, puxa sua orelha quando necessário, tudo isso pra te ver romper. Por outro lado, o guru é um referêncial em sua vida, ele é aquele que te dá conselhos, te orienta. Com sua experiência te dá dicas de como vencer situações, te motiva, puxa sua orelha quando necessário, tudo isso pra te ver romper.

Acredite, não errei escrevendo esse texto, o líder e o guru são exatamente o que eu descrevi, pelo menos na minha opinião claro. Ai você se faz a seguinte pergunta: Então qual a diferença entre eles? Eu lhe respondo caro leitor! A diferença não está neles e sim em que os procura. Um líder gera discípulos, seguidores, mas o guru gera admiradores.

Um discípulo ouve, observa, segue, serve, obedeçe e confia. Ele medita nas palavras de seu líder e as pratica! Já o admirador escuta tudo e quando dá as costas, seleciona o que lhe convêm e acha que isso é o bastante. É como um self-service de palavras, agora pare pra pensar: Você é discípulo ou admirador?

Meu líder se chama Jesus e de que adianta ouvir e não praticar sua palavra? Ser simpatizante não é o bastante. Um discípulo encara um confronto, mas o admirador só faz o que está em sua zona de conforto. Quantos líderes por ai orientam pessoas e as mesmas só fazem o que acham boas para sí, não encaram o desafio e em meio a derrota culpam seus orientadores.

De uma coisa eu tenho certeza, de boa intenção o inferno tá cheio e admirar alguém não lhe faz seguidor dele. Sendo assim, concluo este tema com a seguinte opinião: Quero ser discípulo e gerar discípulos, afinal de contas, sou a forma que formo. Admiradores não, DISCÍPULOS SIM!

Acácio Rodrigues

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s